Horizontes do imaginário: a lenda do Negrinho do Pastoreio