Gabriela Pepino : Docentes | StudioClio - Instituto de Arte & Humanismo

Gabriela Pepino

cantora e compositora

Desde pequena, Gabriela Pepino escuta as preferências musicais de seu pai e sua mãe, como blues, rock clássico, soul e jazz. Quando criança, não distinguia muito bem os estilos, mas aprendeu a cantar em inglês desde novinha. 

 
Aos 12 anos, ingressou na conceituada Escola de Canto Babaya em Belo Horizonte, onde cursou técnica vocal e mereceu da mestra uma atenção especial, já que o talento estava ali, pronto para ser lapidado. Não precisava fazer esforço. Conseguiu, aos poucos, aprender a técnica necessária para cantar aquilo que gostava e buscou inúmeras outras referências, num extenso e exaustivo trabalho. 
 
Um pouco mais tarde, com 14 anos, Gabriela começou a compor. O talento da compositora já estava explícito, desde as primeiras composições. Nessa mesma época, a artista sentiu necessidade de tocar um instrumento para auxiliá-la na criação das suas composições e, autodidata, aprendeu a tocar violão. 
 
Em 2004, com apenas 17 anos, Gabriela parte para os Estados Unidos, mais precisamente, para a famosa Berklee College of Music, uma das melhores escolas de música contemporânea do mundo. Foi um período de aprendizagem marcante na carreira da artista. Aulas com Ron Carter, James Taylor, Lee Alexander, além da Banda de rock Dream Theater, entre outros grandes artistas, instrumentistas e produtores americanos. Gabriela Pepino voltou diferente. Madura, pianista, violonista, compositora e, definitivamente, com a certeza de que queria ser cantora. 
 
 
De volta ao Brasil, reiniciou seu trabalho vocal na Babaya Escola de Canto, fazendo parte de todos os projetos realizados pela escola. Além disso, deu continuidade à sua formação, cursando violão, piano, musicalização e canto na Fundação de Educação Artística. Foi então, aos 19 anos, que resolveu partir para a carreira profissional. A partir daí, não parou mais, realizando vários shows, participando de vários projetos e festivais. 
 
Parcerias com Babaya, Gilvan de Oliveira, entre outros, trouxeram para Gabriela uma grande experiência. Presente nas últimas três edições do festival Tudo é Jazz – Jazz Paralelo em Ouro Preto/MG, participou como convidada de Gilvan no Festival Tudo e Jazz 2010 e do Festival Jazz in Marciac /Franca – 2010. 
 
É preciso ouvir
 
 É preciso ouvir. Esta frase resume tudo o que se pode dizer de Gabriela Pepino, essa jovem e talentosa cantora e compositora brasileira. Não se trata de uma voz a mais, mas sim de uma voz especial, potente, de interpretações de rara beleza, marcada pela singularidade dos timbres e de uma extensão admirável. 
 
Aos 24 anos, Gabriela percebe-se madura para alçar um vôo maior: lançar o seu primeiro disco autoral e circular pelas cidades do mundo com a qualidade que o seu trabalho merece. Ciente dos desafios, a jovem e determinada cantora, instrumentista e compositora pode tornar-se uma bela surpresa para o cenário musical mundial, pois tem uma trajetória típica de quem sabe o que quer. 
<< Mais docentes
Nome