Rubem Penz : Docentes | StudioClio - Instituto de Arte & Humanismo

Rubem Penz

Percussionista

Rubem Penz, escritor, baterista e percussionista, iniciou suas atividades musicais em festivais estudantis secundaristas. Passou a tocar profissionalmente a partir da formação do Grupo Versão Brasileira (GVB), no ano de 1987, ao lado de Antônio Xavier (guitarra), Felipe Braga (sax) e Marcelo Leal (contrabaixo). Esta formação atuou de forma constante a partir do final da década de oitenta em bares e casas noturnas de Porto Alegre, tais como o Opinião, Espaço IAB, Blue Jazz Bar, o Café Concerto Majestic, Sala Jazz Tom Jobim e o Music Hall. Também nesta época Rubem fez parte do Luizinho Santos Quarteto, com Luizinho Santos (sax), Bethy Krieger (piano) e Marcelo Leal (contrabaixo), apresentando-se no Café Concerto Majestic e no Foyer do Theatro São Pedro no Projeto Blue Jazz. Com o Luizinho Santos Sexteto se apresentou no Parque Farroupilha de Porto Alegre.

 
No ano de 1994 se apresentou com o Grupo Versão Brasileira no Heinecken Jazz Festival. No ano de 1995, dividindo o palco com Marcelo Corsetti Trio, o GVB fez o show Nota Jazz no Teatro Renascença, com a formação acrescida de Bethy Krieger (piano) e Luizinho Santos (sax). Em 1996 abriu o show de James Liberato Grupo também no Teatro Renascença. Em 1997 e 1999 o quarteto de música instrumental tocou na cerimônia de entrega do Prêmio Açorianos de Literatura.
 
Em 2000, o Grupo Versão Brasileira lançou o álbum Passatempo, trabalho independente com arranjos e composições próprias, temas de Paulo Dorfmann, Marcelo Corsetti e Bethy Krieger, e a participação especial do percussionista Clóvis Pires. A partir de então, além de apresentarem-se em bares e espaços culturais, o GVB concentrou suas apresentações no auditório da Livraria Cultura.
 
Em 2008, Rubem Penz participou de formações variadas, com destaque para o Quinteto Elástico, com José Paulo Pires (guitarra), David Sosa (sax e clarinete), Alexandre Vianna (piano) e Paulo Braga (contrabaixo acústico). Neste ano fez a palestra/show Centenário de Cartola – as rosas não falam, com o poeta Marlon de Almeida, a professora Maria Regina Barcelos Bettiol, Davi Sosa na voz e Cristiano Fischer no violão de sete cordas.
 
Desde 2009, Rubem Penz promove o Ensaio de Sacada, iniciativa de caráter filantrópico em que reúne músicos na sacada de sua casa para um ensaio aberto. O objetivo é a arrecadação de roupas e alimentos para a Campanha Municipal do Agasalho de Viamão.
 
Em outubro/novembro de 2010 excursionou pelo circuito SESC – Cultura por toda a parte, juntamente com o violonista Maurício Marques e o cantor Dudu Sperb, por seis cidades do interior do RS, com o show Filosofia: canções de Adoniran e Noël, celebrando o centenário de nascimento dos dois compositores. Por fim, participou da palestra/show Filosofia de botequim – reflexos da boemia na crônica e na MPB, ao lado do professor Marçal de Menezes Paredes, do cantor Dudu Sperb e de Maurício Marques no violão de oito cordas.
<< Mais docentes
Nome